Restaurar fotos é um trabalho gratificante, pois se está restaurando as mémorias de uma família e impedindo que sejam perdidas. As vezes os danos são grandes demais para se restaurar uma área, e nesse momento a restauração se une a pintura; o restaurador deve imaginar como seria a porção perdida e efetuar uma pintura daquela área. O lado artista do restaurador também é usado ao imaginar as cores que os elementos da foto teriam quando esta é monocromatica ou por exemplo quando perdeu o azul e amarelo da tinta original, se tornando avermelhada.



Para uma restauração digital atingir o máximo de qualidade, é necessário que a foto seja digitalizada na resolução em ppi (pixels per inch) correta. Este valor não pode ser baixo demais sob o risco de não se ter uma boa digitalização com a qual se trabalhar, nem alto demais pois a digitalização captará impurezas desnecessários como por exemplo grãos de poeira. A foto deve ser manuseada com luvas e limpa com pincéis, o vidro do scanner também precisa estar limpo. Algumas fotos são maiores que o scanner do profissional, e se torna necessário a digitalizar em várias partes e as unir digitalmente sem imprecisões, algo bem trabalhoso.

Uma restauração digital preserva a foto original mas está limitada ao estado da foto digitalizada; sendo diferente da restauração química, que pode restaurar detalhes extras mas sob o risco de danificar a foto original.





Última atualização: 2022/02/09